Take a fresh look at your lifestyle.

O que é a dieta lowcarb?

21

Conheça mais sobre a dieta lowcarb.

Quem quer perder peso pode contar com várias alternativas e opções de dietas e programas de emagrecimento. Dentre os variados tipos de dietas que existem, alguns acabam ganhando destaque na mídia e algumas vezes se tornam fonte de controvérsias. A dieta lowcarb é uma delas. Amada por algumas pessoas, questionada por outras, esta dieta tem adeptos no mundo todo.

Ao contrário do que muitos pensam esta dieta não é recente, sendo utilizada desde o século XIX para tratar obesidade e para o tratamento da diabetes.

No século XX, ela foi difundida através dos livros do Dr. Robert Atkins, que introduziu os conceitos desta dieta na era moderna, sendo seguido por outros especialistas.

Como funciona a dieta lowcarb

A dieta lowcarb consiste basicamente em restringir o consumo de carboidratos, tais como grãos, massas, pães e bolos.

Para termos uma base de comparação, a orientação nutricional tradicional propõe que a dieta normal seja composta de 50 a 55% de carboidratos. Na dieta lowcarb, propõe-se o consumo de carboidratos numa proporção entre 45% a 5%.

Os carboidratos são o combustível do nosso corpo, cuja glicose fornece energia para as atividades diárias e para o funcionamento geral do organismo. Quando consumimos muito carboidrato, mais do que o corpo precisa, glicose presente nele é estocada em forma de gordura.

O menor consumo de carboidratos e c a ingestão de carboidratos com baixo índice glicêmico faz com que o corpo mantenha seus níveis de insulina estáveis, ocasionando a liberação de um hormônio conhecido como glucagon. O glucagon transforma a gordura estocada no corpo novamente me energia, possibilitando seu consumo.

Portanto, ao diminuir o consumo de carboidratos, a tendência é que o corpo use as reservas de gordura corporal para suprir a necessidade de energia, promovendo o emagrecimento.

O que comer

Esta dieta se baseia no consumo de vegetais e legumes em grandes quantidades, bem como carnes, ovos e queijo.

Mas nem todos os vegetais estão liberados. Abóbora, batata doce, cenoura e batata são permitidas com ressalvas, apenas para quem não quer perder muito peso.

Use e abuse das folhas verdes, como agrião, couve, espinafre e alface. Inclua aspargos, palmito, rabanete, quiabo e tomate para uma refeição bem colorida.

As frutas possuem concentrações altas de carboidratos devido à frutose e devem ser evitadas nas primeiras semanas. Elas podem entrar os poucos no decorrer da dieta. O morango, o abacate, o pêssego e o coco são as mais indicadas

Já os alimentos ricos em proteínas podem ser consumidos sem medo. Carnes, peixes, ovos, leite e derivados, soja, quinoa e outros grãos proteicos são super indicados. As oleaginosas como amêndoas, pistaches, macadâmias e nozes podem ser consumidas com moderação.

Outros alimentos ricos em gordura, como azeite de oliva e óleo de coco pode ser consumido e utilizado nas preparações, bem como a manteiga.

Também é indicado o consumo de carboidratos com baixo índice glicêmico, ou seja, alimentos em que a absorção da glicose ocorre lentamente. O consumo de fibras também é estimulado na dieta lowcarb.

O que é proibido comer

Existem alguns alimentos que não devem ser consumidos de jeito nenhum. Quais grãos e cereais que contenham glúten, como trigo, centeio, milho e cevada não podem ser consumidos.

Alimentos como pães e massas integrais e cereais como arroz integral, lentilhas e feijão possuem um baixo índice glicêmico, mas tem uma quantidade muito grande de carboidratos e não devem ser consumidos numa dieta lowcarb.

Além disso, o açúcar refinado deve ser totalmente cortado. Nada de refrigerantes, sucos de frutas, doces e sorvetes.

Os alimentos processados e industrializados também estão fora, bem como os produtos light e low-fat. Estes produtos possuem uma grande quantidade de carboidratos.

Proteínas como bacon, linguiça, presunto, frango com pele e carnes gordurosas também devem ser evitadas, pois possuem altas concentrações de gorduras saturadas, que são nocivas para o coração.

Prós e contras

A dieta apresenta alguns benefícios para o organismo. Ela promove o emagrecimento através da diminuição do consumo dos carboidratos e proporciona uma sensação de saciedade, promovida pelo consumo maior de proteínas, fibras e gorduras.

A redução dos carboidratos também reduz os níveis de glicose insulina no sangue, sendo muito benéfica para pessoas com risco de diabetes ou que já tem diagnóstico para a doença.

Outros benefícios da dieta são a diminuição dos níveis de triglicerídeos, pela diminuição de carboidratos e açucares a queda da pressão sanguínea e o aumento do colesterol bom (HDL) no sangue, ocasionado pelo consumo de gordura de boa qualidade e uma dieta rica em proteínas magras.

Entretanto, nem tudo são flores. Apesar de a dieta proporcionar uma sensação de saciedade, o corte no consumo de carboidratos ocasiona uma queda na energia. O cansaço e a fraqueza são muito normais nos primeiros dias.

Outro ponto desta dieta é que ela não deve ser mantida por muito tempo, pois os carboidratos são fundamentais para uma nutrição saudável. O ideal é que eles sejam reintroduzidos na alimentação aos poucos, após o término da dieta. Não é necessário voltar ao patamar de consumo anterior, mas é preciso aumentar o consumo após a perda de peso.

Também é importante salientar que pode haver uma diminuição do metabolismo basal ocasionado pela redução brusca de carboidratos na alimentação. Isso pode trazer uma maior dificuldade em perder peso futuramente.

Tipos de dietas lowcarb

Existem algumas variações desta dieta, cada uma com algumas diretrizes diferenciadas, mas todas são baseadas na diminuição do consumo de carboidratos.

  • Dieta de Atkins: criada pelo Dr. Atkins em 1970 se baseia em quatro fases.
  • Dieta Cetogênica: é a que mais restringe o consumo de carboidratos.
  • Dieta Paleolítica: busca replicar alimentação humana no período das cavernas.
  • Slow-carb: indicada para pessoas que não querem se preocupar com muitas regras.

Cada uma possui suas particularidades e será mais indicada conforme os objetivos de perda e peso e estilo de vida das pessoas. Quer saber mais sobre o assunto? Deixe seus comentários e compartilhe nas redes sociais com seus amigos.

Usamos cookies para garantir que oferecemos a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que está satisfeito com ele. Aceito Consulte mais informação