Take a fresh look at your lifestyle.

O bruxismo interfere no seu sono: Entenda como tratar

4

O bruxismo interfere no sono, pois é um distúrbio caracterizado pelo ranger ou apertamento dos dentes e pode ocorrer tanto durante o dia, quanto à noite. 

Muito se questiona sobre os fatores que levam os pacientes a desenvolverem o problema. No entanto, o bruxismo pode ser desenvolvido por diversas causas, como problemas de alinhamento dos dentes, estresse e até mesmo problemas neurológicos. 

Dor de cabeça, dificuldades para mastigar, zumbido no ouvido e dores constantes na face, podem indicar um quadro de bruxismo, mesmo que o paciente utilize um aparelho dental invisível

O ranger dos dentes apresentam diversas consequências – além das dores.  Por isso, o desgaste dos dentes e da articulação temporomandibular (ATM)  devem ser tratados assim que o diagnóstico for confirmado. 

O que pode levar um paciente a ter bruxismo, como é feito o diagnóstico  e os possíveis tratamentos, são os tópicos que iremos discutir a seguir. Confira: 

5 sintomas de bruxismo

Embora seja um problema causado por diversos fatores, é importante se conhecer quais são os principais sintomas do bruxismo. O distúrbio, se manifesta na maioria dos casos em crianças, mas a tendência é que os sintomas desapareçam com o passar do tempo. 

No entanto, é possível encontrar adultos que desenvolveram o bruxismo noturno e só o percebem quando o transtorno começa a atrapalhar o dia a dia. Além disso, é comum que pacientes adultos  sintam outros sintomas como, por exemplo: 

  • Dor de cabeça constante; 
  • Dor ao mastigar; 
  • Dificuldade para abrir a boca; 
  • Incômodo ao falar;
  • Zumbido no ouvido. 

As principais causas do bruxismo

Há indivíduos com o aparelho de porcelana, que rangem os dentes durante o dia e mesmo assim não percebe que está com o problema. Neste sentido, entende-se que as causas do bruxismo são multifatoriais e a principal causa é o desalinhamento dos dentes. 

Quando o paciente apresenta dentes desalinhados, que afetam o fechamento adequado da boca, o organismo tende a compensar e faz com que os dentes se friccionam a fim de corrigir o ajuste. 

Além dos fatores orgânicos, o bruxismo pode estar relacionado a fatores neurológicos. No entanto, antes de fechar um diagnóstico, é imprescindível analisar todas as possíveis causas como a apneia e até mesmo o uso de certos medicamentos. 

Embora o estresse também entre como uma causa, ele não pode ser considerado como um fator decisivo para o surgimento do distúrbio. 

Um paciente com problemas relacionados ao seu sistema mastigatório, certamente apresentará o bruxismo, bem como um paciente com problemas gastrointestinais apresentará uma gastrite. 

Portanto, mesmo que haja uma tensão emocional, o estresse atinge pontos mais sensíveis em cada indivíduo. 

Como é feito o diagnóstico 

Para que o tratamento tenha o desempenho esperado, o diagnóstico deve ser realizado da maneira correta. 

O ranger dos dentes pode ser notado tanto por um terceiro, como pelo próprio paciente. No entanto, o diagnóstico correto deve ser realizado através de um exame conhecido por polissonografia, que deve ser solicitado por um dentista. 

Mesmo que o indivíduo sinta todos os principais sintomas, não é recomendado o autodiagnóstico. Para evitar demais problemas bucais, como o bruxismo, as consultas com o dentista devem acontecer regularmente. 

Tratamento  

Como citamos anteriormente, as consequências do bruxismo desencadeiam uma série de problemas que afetam a qualidade de vida e até tratamentos odontológicos anteriores, como o uso de facetas de resina composta

Por isso, o diagnóstico correto é tão importante. Somente com uma análise profissional é que o indivíduo poderá ter um tratamento de qualidade e que realmente resolverá o transtorno. 

Por ser um problema multifatorial, existem mais de um tratamento recomendado, mas cada um deles se aplica a uma causa. Portanto, o recomendado é ter indicação profissional para tratar o bruxismo. Entre eles estão: 

  1. Uso de placa odontológica para dormir 

O dispositivo recomendado é feito sobre medida, assim como as lentes nos dentes no consultório odontológico. Ele é feito sob medida de acordo com a arcada dentária do paciente. 

A placa deve ficar presa nos dentes superiores e dessa maneira, evita que o paciente esfregue os dentes durante a noite. 

Esse dispositivo é o mais recomendado para pacientes com bruxismo noturno e melhora significativamente o sono, melhorando a qualidade de vida como um todo. 

  1. Tratamento ortodôntico

O tratamento ortodôntico, através do aparelho branco, pode ser recomendado para os pacientes que possuem problemas físicos de oclusão. 

  1. Injeção de toxina botulínica 

A injeção botulínica, o famoso botox, paralisa os músculos por um certo tempo e impede que o paciente faça os movimentos de ranger os dentes.

  1. Relaxamento

O dia a dia estressante pode desencadear o transtorno. Sendo assim, buscar formas para relaxar é essencial para a melhora dos sintomas. Caso seja necessário, o acompanhamento com um psicólogo também pode auxiliar no tratamento. 

Embora o bruxismo tenha diversas causas, ele não deve ser um problema constante. Com o diagnóstico correto certamente os seus sintomas se amenizam. 

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Networkflow, especializada em materiais para network, empreendedorismo e dicas para a saúde e retenção de funcionários.

Usamos cookies para garantir que oferecemos a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que está satisfeito com ele. Aceito Consulte mais informação