Take a fresh look at your lifestyle.

Como o inverno pode afetar sua saúde bucal

46

O clima ameno, seco e com baixas temperaturas, apesar de ser o período preferido de muitas pessoas, também é capaz de originar diversas doenças. Inclusive, o inverno e saúde bucal podem se relacionar, proporcionando diversos desconfortos para os pacientes.

Entre os problemas mais comuns causados pela mudança das estações, o enfraquecimento do sistema imunológico, as gripes e resfriados e as enfermidades respiratórias são, normalmente, as condições com maior incidência na população.

No entanto, os efeitos do frio na cavidade oral também chamam bastante atenção e podem causar inquietações em pessoas de todas as idades, como dores, sensibilidade, entre outros problemas que podem estar diretamente relacionados com as dificuldades respiratórias.

Como o inverno afeta a sua saúde bucal

A queda das temperaturas e a diminuição das chuvas, acompanhado pelas frentes frias, podem exigir o uso mais recorrente do plano dental para pequenas empresas – ou de outros tipos de assistências odontológicas –, para viabilizar a realização de consultas mais frequentes com o dentista.

Isso porque, o tempo frio e os ventos gelados são fatores que facilitam a incidência de dores e desconfortos relacionados à sensibilidade dental, seja devido à respiração oral ou por causa do aumento da ingestão de bebidas quentes, como cafés ou chás.

Além disso, a sinusite – que causa a inflamação do seio facial – é capaz de se espalhar para os ossos maxilares que fazem a sustentação dos dentes superiores.

Assim, a infecção pode ser sentida, inclusive, na raiz dos molares e pré-molares, como forma de dores insistentes.

O tempo gelado também interfere na nossa sensibilidade à sede, fazendo com que as pessoas passem mais tempo sem a hidratação adequada, enquanto a respiração pela boca é aumentada.

Isso resulta em quadros importantes de xerostomia – boca seca –, que podem causar:

  • Mau hálito;
  • Maior incidência de cáries;
  • Desenvolvimento de gengivites;
  • Agravamento de doenças periodontais;
  • Feridas e lesões na mucosa oral.

Assim, especialmente neste período, muitas pessoas procuram compreender como funciona o plano odontologico da empresa e investir em visitas mais frequentes com um profissional qualificado, na intenção de reduzir os desconfortos.

Formas de evitar os desconfortos da mudança de temperatura

O consumo de vinhos, chocolates quentes e de comidas típicas de festa junina, também são bastante comuns durante os meses mais frios.

Por isso, o cuidado com a saúde dos dentes deve ser redobrado, tanto para evitar os desconfortos quanto para impedir danos ao esmalte dentário.

Entre os cuidados mais importantes que devem ser tomados, é preciso estar sempre atento a:

  1. Higienização

A escovação é a melhor maneira de garantir uma boca mais saudável e o controle dos microrganismos que são prejudiciais à integridade dentária.

Deste modo, a recomendação geral é de que os pacientes escovem os dentes três vezes ao dia e passem o fio dental após uma dessas rotinas de limpeza.

Com o uso de um plano odontologico empresarial, as pessoas podem ter a indicação dos materiais e das técnicas de escovação mais apropriadas.

No entanto, o uso de escovas com cerdas macias e do raspador lingual são recomendações de praxe no setor.

  1. Prefira cremes dentais com ação anti-sensibilidade

As pastas de dente com efeito clareador e redutor de manchas, apesar de efetivas podem ser muito abrasivas, causando danos ao esmalte dentário e intensificando quadros de sensibilidade ou desgaste dental.

Por isso, durante esse período mais frio, indica-se o uso de cremes dentais que contenham flúor ou que visem combater a sensibilidade.

Esses produtos auxiliam no processo de remineralização dos dentes e no fortalecimento do esmalte, diminuindo as dores e desconfortos.

  1. Evite sinusites e infecções respiratórias

Como dito anteriormente, a sinusite e as inflamações do trato respiratório podem acabar interferindo na saúde dos dentes e no bem-estar dos pacientes.

Assim, realize lavagens nasais frequentes – com o uso de sprays de soro ou pela nebulização –, evite locais muito cheios e evite tocar a região com as mãos não higienizadas.

  1. Invista na hidratação

Além de manter a aparência da pele e dos cabelos mais brilhantes e agradáveis, o consumo constante de água ajuda a reduzir os efeitos da xerostomia, incentivando a produção salivar e controlando a reprodução das bactérias bucais.

  1. Frequente o dentista com mais regularidade

A utilização de um plano odontologico para empresas pode ser fundamental para ajudar a custear visitas mais constantes ao dentista.

Essas consultas devem ser feitas uma vez a cada seis meses, para garantir a saúde de todas as estruturas orais e permitir a intervenção precoce em casos do aparecimento de doenças.

Aqui o dentista irá realizar a limpeza aprofundada – onde é feita a remoção das placas bacterianas e das formações de tártaro –, bem como a aplicação do gel de flúor para fortalecer as estruturas de proteção dental.

Os pacientes que possuem um CNPJ também podem ter acesso a esse atendimento com preços mais acessíveis por meio de um plano odontologico para mei, ou por qualquer outro tipo de serviço de assistência médica dentária.Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.

Usamos cookies para garantir que oferecemos a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que está satisfeito com ele. Aceito Consulte mais informação